O parabéns começou!

Hoje é um dia muito especial para este que vos fala, especial porque é um dia em que estou vivo, mais um de tantos, e devemos sempre ser gratos à todas as coisas, mesmo nas mais simples entre elas. No entanto, toda essa gratidão também deve ser convertida em ações no dia a dia com seu próximo, e por isso estou escrevendo hoje para vocês.

O dia de hoje, pela primeira vez em 27 anos da minha vida, tem algum sentido pra mim. O dia 21 de Julho nunca foi nada mais do que apenas mais um dia, mas hoje é um dia diferente, um dia que eu me encontro em constante alegria justamente porquê é um dia de alegria pra alguém que me trouxe alegria no pior momento de todos. As vezes me pego a pensar se essa eterna gratidão e esse afeto indescritível não se devem ao fato de eu ser apenas grato, e assim não seria pela pessoa e sim pelo feito, seria isso um egoísmo sem tamanho ou apenas um fato ao acaso que serviu de combustível para uma amizade além dessa gratidão?

Não sei, e por isso vou lhes contar um pouco dessa história. “Não sei se realmente irão entender, até porquê não vou expor ninguém sem autorização”.

Bora lá!

Era uma vez, um cara extremamente descompensado em sentimentos que de tanta intensidade, afundou se numa espécie de Dep…. para tudo, lembra o que eu disse sobre o egoísmo? Hoje é dia dela, to contando a história pra justificar o tamanho da amizade e começo falando de mim? Isso definitivamente não é sobre mim é sobre a aniversariante do dia que vai ser parabenizada de todas as formas possíveis que minha mente louca imaginar, o dia vai até meia noite então se você é o objeto desta homenagem, sinta-se avisada que seu parabéns não acaba neste post.

Voltando…

A história é a seguinte; existe uma garota incrível, meio louca, porém incrível, na verdade não, inteirinha louca, mas incrível, pensando bem, louca não é uma palavra justa acho que ela supera isso, no entanto ela permanece incrível, na realidade, aaaa enfim não interessa o nível de anormalidade dela, ela é uma pessoa boa, acreditem.

Essa garota, chamaremos de Whey (piadinha interna, se ficarmos íntimos depois conto o por que), essa garota viveu inúmeras coisas difíceis e em meio a essas coisas um cara que, ela já dizia um oi ou outro de vez em quando, apareceu chorando e cheio de velhos dramas de amorzinho desolado. Imagina que você está andando na rua carregando o peso de suas compras e uma pessoa passa por você carregando compras também, mas você percebe que ele está tendo dificuldades em levar aquelas compras, e você decide mesmo com suas próprias compras ajudar essa outra pessoa a carregar as delas pelo simples fato de vê-lo melhor ao se livrar daquele peso, então resumidamente foi isso que a Whey fez por esse cara.

Legal um tempinho se passou, em meio a essa gratidão, conversas aconteceram e a afinidade se tornou um obstáculo por causa que esse cara era um preconceituoso certinho, enfim tinha um gênio insuportável. Ele a julgava devido tatuagens, piercings, amizades, e gostos um tanto peculiares, tanto para seu dia a dia, até em suas escolhas de lugares para frequentar.

É eu sei, essa descrição ficou estranha, mas não julguem, porque eu fiz, ops quero dizer, esse “cara” o fez. 

Imaginar que essas diferenças poderiam interferir na humanidade de alguém que esteve do seu lado no pior momento, é a forma mais nojenta possível de existir, e esse cara existiu assim por quase uma semana. Mas óbvio não falou nada, nunca, até agora. Dentre gostos, e inúmeras outras coisas, as afinidades foram aparecendo e uma outra vez ele se sentiu salvo, sentiu que mais um peso era tirado de si, o peso do preconceito. Imagina que humanamente falando essa é a maior gratidão que se pode ter por alguém, você poder ter escamas arrancadas de seus olhos e enxergar que amor e respeito estão acima de qualquer crença que possa existir, é uma dádiva que quando se é presenteada assim tão gentilmente como esse cara teve a enorme sorte de receber, gratidão é uma forma miserável de representar o sentimento que tal privilégio proporciona.

Tá eu já me entreguei, o cara sou eu(momento musiquinha do Roberto Carlos na mente de todo mundo lendo isso), seu velho conhecido semeador, e a garota? Bem ela é a Whey, sim não era um codinome, eu a chamo assim todos os dias, se tornou a minha melhor amiga a tão pouco tempo apesar de conversarmos a tanto tempo. Eu nunca contei a ela que o socorro prestado a meu pequeno drama sentimental, não representa nem 10% do que ela relmente fez por mim. E eu poderia ficar horas, dias, meses, elaborando algo para escrever que falasse apenas dela sem falar de mim e eu iria entrar na história em algum momento, pois é assim que ela entrou na minha vida, me salvando, me ensinando, não com palavras mas com sua existência, sua essência, seu jeito incrível e único de ser a pessoa que só por respirar torna o dia de muita gente melhor.

E o melhor de tudo é que quanto mais eu a conheço, quanto mais conversamos sobre (pausa para dizer que meus gatos estão miando neste exato momento) a vida, e sobre nossas opiniões sobre suas milhares de facetas, mais eu admiro sua existência.

Whey, garota doida, cheia de humanidade em si, o mais belo em ti não são suas qualidades e não seria digno usar o clichê de elogiar seus defeitos, o mais belo em ti é sua simplicidade, em todas as histórias que me conta sobre você, nas experiências loucas que vivemos juntos nesse pouco tempo, mesmo sendo à distância, e nas coisas que fez e se orgulha e nas que fez e se arrepende, nos seus sonhos, não os conheço todos mas isso será resolvido em conversas algum dia, enfim, em tudo que te torna você, está a beleza desse dia 21 de julho, seu aniversário, e por isso hoje é um dia especial, hoje é o dia que relembra o dia que sua existência se iniciou, e cada evento bom ou ruim, cada pessoa que você perdeu, cada pessoa que vc ganhou, cada erro, cada acerto, cada segundo, cada escolha após este dia, tornou possível o conjunto de imperfeições irremediavelmente perfeitas que você representa, e não vou me utilizar da costumeira frase, continue sendo essa pessoa maravilhosa que você é, porque isso é impossível, o que peço é que continue se permitindo viver, que continue acreditando na vida e quando ela for dolorosa se permita doer também pois cada dor na sua vida até hoje também tem um pouco de autoria na sua essência que cá entre nós todos que te conhecem devem amar de forma única.

Obrigado por ter a paciência de chegar até aqui, ainda terá mais alguns textos no decorrer do dia!

 

Feliz Aniversário, seja sempre essa metamorfose ambulante que te define.

 

PS. Olha seu email.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s